Miles Davis Discography

Miles torna-se eléctrico - Uma viagem que viria a mudar o mundo do jazz para sempre

Quando Miles se comprometeu a fazer evoluir a sua música, iniciou uma viagem que viria a mudar o mundo do jazz para sempre. Em 1968, começou a utilizar exclusivamente teclados eléctricos e, em seguida, uma guitarra e baixo eléctricos. A percussão e o clarinete baixo começaram a entrar na forma misteriosa que Miles utilizava para criar música.

"Water Babies" foi uma colecção de sessões lançada em 1976 - 8 anos após a sua gravação - e apresentava uma sonoridade igualmente actual. "Filles De Kilimanjaro" foi um disco inovador que marcou a passagem do artista para o mundo do rock n' roll. "In A Silent Way" foi um disco influente, pois demonstrou que a influência rock na música de Miles tinha, mesmo assim, um lado belo.

No entanto, "Bitches Brew" foi o álbum essencial de Miles Davis, tendo vendido mais de 400 mil exemplares no primeiro ano do seu lançamento. Todas as grandes estrelas de fusão dos anos 70 participaram neste disco, ao passo que Miles Davis conquistou um grande êxito e foi alvo de muita controvérsia. Este disco é considerado pela crítica como uma grande divisão entre o jazz tradicional e a mutação do jazz.

"A Tribute To Jack Johnson" foi o único disco de Miles Davis totalmente influenciado pelo rock e foi utilizado como banda sonora para um documentário sobre o famoso pugilista. "Live-Evil" foi uma mistura de experiências em estúdio e um concerto ao vivo em Washington, DC. "Black Beauty" e "Live At Fillmore" conseguiram captar a banda de Miles Davis no seu auge criativo e a a intensidade, enquanto Miles quebrava os limites do jazz e do rock. "On The Corner" foi a tentativa de Miles Davis para conquistar o público jovem negro que o tinha escapado. Este disco foi bastante controverso na época, tendo sido actualmente descrito como vanguardista devido à utilização de "overdubbing", "loops" e ritmos de dança intensos. "In Concert", "Dark Magus", "Pangaea" e "Agharta" foram gravados ao vivo e representaram a banda de Miles ao vivo no seu ambiente mais atmosférico e abstracto, com a utilização de três guitarras e longas improvisações. "Get Up With It" foi o último álbum de estúdio de Miles Davis lançado antes de o artista se ter afastado dos palcos em 1976, contendo um tributo belo e avassalador a Duke Ellington.

Languages

  • United States
  • France
  • Portugal